Dando continuidade à série que diz tudo o que sua alimentação pode fazer pelos seus filhos (veja aqui: Gestantes, Amamentação, Introdução dos alimentos ), hoje o post é para quando os filhos ainda estão em planejamento. Não são muitas pessoas que sabem, mas hoje já existe muita relação entre o consumo alimentar e a fertilidade masculina e feminina. É isso mesmo, sua alimentação pode fazer muito pelos seus (futuros) filhos, mesmo que você ainda não esteja pensando neles. Então, veja aqui alguns conselhos e alimentos que não podem faltar se você já está pensando ou pensa em um dia aumentar a família Frutas e vegetais Aqueles que estão preocupados na manutenção da fertilidade devem manter um consumo variado e frequente de frutas e vegetais, garantindo assim um bom aporte de vitaminas e minerais, e um melhor equilíbrio na inflamação natural do organismo.  As verduras verde escuras são especialmente importantes, pois contêm boas doses de vitamina ...

Continuar lendo...

Como nos últimos anos, eu não poderia deixar passar em branco este 1º de agosto, quando comemoramos o Dia Mundial da Amamentação. Neste dia inicia também a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), que marca uma série de eventos e publicações em torno do incentivo à amamentação. "Amamentação: uma chave para o desenvolvimento sustentável" é o tema deste ano, que leva como slogan "Presente Saudável, Futuro Sustentável".  Neste contexto, a amamentação é tida como um dos pontos chave para o desenvolvimento sustentável pois tem ligação direta com a saúde e segurança alimentar e nutricional, e também como garantia do alcance do potencial máximo de desenvolvimento e educação  da criança, refletindo em produtividade no seu futuro. Não é lindo? 💙 💜 Outro ponto que ambientaliza a amamentação dentro do desenvolvimento sustentável, é que em 2016 17 metas universais para o desenvolvimento global já traçadas precisam começar a ser alcançadas, para ajudar a guiar o desenvolvimento mundial ...

Continuar lendo...

Continuando a série “o que a alimentação pode fazer pelo seu filho”, o terceiro post é sobre a introdução dos alimentos. Passada a gestação (veja aqui o post sobre esta fase) e o momento de amamentação exclusiva (veja aqui o post), chegou a hora do seu bebê começar a conhecer o mundo dos alimentos. Nesta momento, já não é mais exatamente sua alimentação influenciando a vida do seu filho, e sim, quais alimentos ele vai conhecer, a forma que ele vai conhecê-los e como vai construir, com sua ajuda, seu comportamento e relação com a comida e com as refeições. Observe que não é só uma questão de qualidade e quantidade, mas também o tipo de experiência é importante aqui.  Eu costumo dizer que esta é a terceira grande chance (a última, de alto impacto!) que os pais têm em realmente mudar a vida e preferências alimentares de seu filho, para o resto da vida, pela alimentação. Então ...

Continuar lendo...

Irritação, estresse, mau humor. O frio me deixa de mau humor. É normal, acontece, nas melhores famílias, dias ruins são tão importantes quanto dias bons. Mas se estes sentimentos de indisposição social são frequentes, talvez seja a hora de procurar ajuda. Pode haver relação com um quadro de ansiedade ou depressão, e por isso é necessário estar acompanhado por uma equipe multidisciplinar. Mas se os sintomas são pontuais, saiba que investir em algumas atitudes e escolhas alimentares pode até salvar seu dia!  Serotonina Certamente você já ouviu falar nela, mas talvez a importância desta substancia na sua rotina não esteja tão clara. A serotonina é um neurotransmissor responsável por inibir a raiva e agressão, e controlar nosso humor, sono e até fome e apetite. Em resumo, a serotonina é uma das grandes responsáveis pela nossa sensação de bem estar. Por isso, quando a serotonina estar baixa, pode ser uma das causas do mau humor, ou ...

Continuar lendo...

Dando continuidade à série sobre a interferência da alimentação da mãe na vida de seus filhos a médio, longo e longuíssimo prazo, hoje o post é sobre um dos temas que eu mais gosto: amamentação! Eu considero o ato de amamentar um dos maiores e mais lindos atos de amor. O leite materno é o alimento mais perfeito, vivo e dinâmico que existe, e é especialmente desenhado para cada bebê. Mas embora muito hoje se fale sobre a amamentação, eu vejo que na hora H, as mães se enchem de dúvidas e inseguranças, e muitas vezes, sentem falta de apoio de familiares e profissionais. E este é outro ponto, para uma amamentação de sucesso, tudo o que a mãe precisa, além de vontade de amamentar, é  informação de qualidade e apoio. A amamentação traz inúmeros benefícios para mãe e bebê, mas o tema deste post é “como a alimentação da mãe pode influenciar de ...

Continuar lendo...

Se tem uma coisa que eu falo e repito quase que diariamente no consultório é a respeito da substituição dos temperos prontos por opções naturais, como ervas finas frescas e secas. Eu já falei um pouco sobre esta substituição quando dei opções para substituir os molhos de salada industrializados por caseiros, neste post (Guia Nutrir Bem para uma salada saudável). Mas o problema dos temperos prontos, desde caldos em cubos ou pós, ou até mesmo em pastas, já não é novidade: muita gordura, sódio, e glutamato monossódico – tem mais sobre este assunto aqui também (Post: Glutamato monossódico: o que você nunca soube sobre ele...). E, já que com frequência as pessoas ficam sem saber como usar as opções naturais, listei algumas das ervas que são fáceis de encontrar por aí e que dão, literalmente, um caldo de sabor nas versões industrializadas. Aqui são só alguns exemplos de algumas ervas ...

Continuar lendo...

Recentemente mostrei no instagram (@blognutrirbem) que estou montando um novo material de atendimento, e entre eles, uma pasta de orientação especialmente feita para as gestantes. Então, junto com este novo material, começa aqui no blog uma série que dirá em detalhes tudo o que a sua alimentação pode mudar na vida de seu filho, desde a gestação até quando a própria criança começará a fazer suas escolhas alimentares. Há muitas possibilidades para preparar e garantir a boa saúde das crianças durante muito tempo. O que sua alimentação pode fazer pelo seu filho durante a gestação?   Controlar o ganho de peso: É uma das grandes preocupações das mães quando procuram o acompanhamento nutricional durante a gestação. É de fato importante e é um dos tópicos a ser discutido e abordado ao longo de todos os nove meses: ganhar peso demais pode ser prejudicial para mãe e filho, pois facilita o aparecimento de outras comorbidades como ...

Continuar lendo...

Passadas as festas de final de ano e carnaval, finalmente o ano começa! E vou aproveitar para abrir os posts do Blog Nutrir Bem de 2016 com um assunto sempre frequente nas minhas consultas: genética e hábitos de vida. Muitas pessoas ficam preocupadas por terem um histórico familiar genético que predispõe ao risco de alguma doença, e outras até acabam jogando toda a responsabilidade da sua saúde em cima da carga genética. Mas será que não há nada que se possa fazer contra a genética? Genética: A Genética é o estudo da transferência de características físicas e biológicas entre as gerações. A herança genética pode nos trazer a cor dos olhos ou cabelo, mas também pré disposições à gostos, hábitos, vícios e até doenças. Muito do que somos e sentimos é atribuído às cargas genéticas que recebemos. Recentemente descobriu-se que a carga genética não é imutável, o que significa que ela pode ser ativada ...

Continuar lendo...

Muitas das pessoas que passaram em consulta comigo neste ano me ouviram falar no livro da nutricionista Sophie Deram, O Peso das Dietas. Eu li no início de 2015, e desde então está entre meus planos escrever um post sobre ele. O livro explora e sustenta muitos motivos para não seguirmos (ou como nutricionistas, prescrevermos) nenhum tipo de dieta ou restrições alimentares severas, e sim voltarmos a nos alimentar com prazer e sem culpa. Em um evento de discussão do livro “O Peso das Dietas” que participei com a Sophie Deram, em março de 2015. Esta imagem foi postada no instagram @blognutrirbem Eu já conhecia a Sophie e passei a admirá-la ainda mais depois que li o livro. Concordo bastante com seu posicionamento, e muitas das minhas condutas são baseadas nesta mesma linha: contra restrições alimentares severas e terrorismo nutricional e a favor do prazer em comer, da reeducação alimentar e ...

Continuar lendo...