Já fiz postagens sobre isso no instagram (já segue? é @blognutrirbem) e não me canso de falar para meus pacientes: parem de comer peito de peru todos os dias! É normalmente uma daquelas informações surpresa para as pessoas, que vai contra o que elas sempre ouviram no que diz respeito à dieta / alimentação saudável. Então, eis aqui meus motivos para tirar o peito de peru da rotina:

1- não é uma fonte de proteínas!

Para ser uma fonte de proteínas o alimento precisa chegar em aproximadamente 30g de proteínas por porção. Então vamos aos cálculos:

peito de peru, proteína

Para consumir 30g de proteínas em peito de peru, seria necessário consumir 165g, o equivalente a 11 fatias de peito de peru! Mas será que vale a pena consumir 11 fatias de peito de peru?

2 – muito sódio!

As embalagens de peito de peru consideram 4 fatias como 1 porção, e nesta conta há aproximadamente 20% do sódio que deve ser consumido dentro de um dia. Mas considerando que 4 fatias não representam quase nada de proteínas, vou considerar 1 porção de peito de peru as nossas 30g de proteínas, portanto 11 fatias (165g).

Em 11 fatias de peito de peru, encontram-se aproximadamente 60% do nosso consumo diário de sódio!

peito de peru

Atualmente nossa alimentação está bem excessiva em sódio, principalmente porque optamos por consumir muitos alimentos industrializados, e o sódio é o responsável pela conservação do produto. Então quanto mais alimentos industrializados consumirmos, maior será nossa ingestão de sódio. Dentre os embutidos, a alta quantidade de sódio se dá pela quantidade de conservantes, estabilizantes e outros aditivos alimentares que são adicionados, e claro, variam entre as marcas. Mas no geral, grande parte dos aditivos alimentares contêm sódio e colaboram com estes altos valores.

peito de peru, sódio do peito de peru

O problema em se consumir muito sódio é que este nutriente quando em excesso pode atrapalhar no controle de pressão, aumentar a retenção hídrica, celulite (alô mulherada!) e outros desequilíbrios dentro do nosso corpo e metabolismo. Mas veja, o sódio é necessário, só não devemos consumir em excesso!

3- aditivos alimentares

Além do sódio, outro problema do peito de peru é a longa lista de aditivos alimentares. Sejam eles conservantes, corantes, realçadores de sabor, antioxidantes…

peito de peru, embutidos, corante no peito de peru

Na minha opinião, é muita química para para mínimo benefício. Um alimento mais natural, ou menos processado do que o peito de peru será mais vantajoso, e provavelmente com uma lista de ingredientes bem mais curta!

E agora? O que eu coloco no meu sanduíche?

A intenção deste post é mostrar que o peito de peru não é o alimento mais saudável do mundo, mas isto também não significa que você nunca mais deve comer peito de peru. Considere-o como opção de forma eventual, para os dias mais corridos ou quando der vontade. O problema se instala quando o peito de peru está presente diariamente, e às vezes até mais de uma vez por dia!

Então para reduzir a frequência de consumo do peito de peru, considero como opções justas aquelas que são realmente fontes de proteína, mas mais com cara de #comidadeverdade. Eu sempre sugiro para os meus pacientes: filé de carne vermelha ou frango, atum, sardinha, frango desfiado, carne desfiada, queijos brancos, queijo cottage, patês, ovos..

sanduiche de atum

Enfim, depende do objetivo da pessoa, estado de saúde, gostos pessoais, e a refeição à qual estamos nos referindo. Mas o que eu garanto é que não faltam opções mais saudáveis (e gostosas!) do que o peito de peru!

3 Comentários

  • Patrícia

    Nossa parece que você leu meus pensamentos, pois antigamente eu consumia bastante peito de Chester e hoje não consigo nem mais chegar perto, justamente pela quantidade de sódio. Abraços

    • Thais

      E não é nem só o sódio, né, Patrícia.. é tanta porcaria que vem junto.. rs, que bom saber que hoje você tem opções mais saudáveis 🙂

Dúvida? Opinião? Sugestão? Deixe um comentário!