Irritação, estresse, mau humor. O frio me deixa de mau humor. É normal, acontece, nas melhores famílias, dias ruins são tão importantes quanto dias bons. Mas se estes sentimentos de indisposição social são frequentes, talvez seja a hora de procurar ajuda. Pode haver relação com um quadro de ansiedade ou depressão, e por isso é necessário estar acompanhado por uma equipe multidisciplinar. Mas se os sintomas são pontuais, saiba que investir em algumas atitudes e escolhas alimentares pode até salvar seu dia!  Serotonina Certamente você já ouviu falar nela, mas talvez a importância desta substancia na sua rotina não esteja tão clara. A serotonina é um neurotransmissor responsável por inibir a raiva e agressão, e controlar nosso humor, sono e até fome e apetite. Em resumo, a serotonina é uma das grandes responsáveis pela nossa sensação de bem estar. Por isso, quando a serotonina estar baixa, pode ser uma das causas do mau humor, ou ...

Continuar lendo...

É muito bom ver as pessoas cada vez mais se preocupando em se alimentar bem, garantir todos os nutrientes para que nosso corpo funcione perfeitamente, e mantenha a boa saúde... mas será que adianta se preocupar somente com o que comemos? Como está sendo feita a absorção e aproveitamento destes nutrientes? Como seu corpo está reagindo à sua alimentação? Como seu intestino anda funcionando?   A saúde e o trânsito intestinal são grandes indicadores de saúde e da boa alimentação, e o que vejo em consultório é que muitas vezes as pessoas subestimam a função do intestino no nosso corpo e metabolismo. O intestino hoje é considerado nosso segundo cérebro, pois é capaz de executar funções de forma independente do sistema nervoso central. Isto por que existem neurônios presentes nas paredes do intestino que conduzem informações, respondem a estímulos e captam estímulos externos - assim como os neurônios cerebrais. Estas respostas neurológicas no intestino ...

Continuar lendo...

Uma das grandes queixas de muitas pessoas que buscam a perda de peso e/ou alimentar-se de forma mais saudável é a dificuldade em reduzir o consumo  de carboidratos refinados (como pão branco, macarrão, torradas, bolachas) e/ou  doces e açúcares. Muitas vezes reduzir o consumo parece ser simples, mas existe uma grande resposta metabólica e neurológica por trás do consumo destes alimentos. Já existem estudos que mostram que a vontade ou fissura por doces pode ser considerada tão séria quanto o alcoolismo e tabagismo, e não é raro ser comparada ao vício da heroína – com direito a picos de compulsão e síndrome de abstinência inclusive. Não se sabe exatamente quais podem ser os gatilhos para o início do consumo de carboidratos ou alimentos açucarados, mas é possível que alguns deles sejam estrese, ansiedade ou até períodos prolongados de jejum – estudos sugerem que a queda de glicemia causada por longos jejuns ...

Continuar lendo...

Dizem que o câncer é o mal do século. E deve ser mesmo.. Todo mundo conhece ou tem alguém próximo que sofre ou já sofreu com o câncer. Esta doença se resume no crescimento desordenado de células, que invadem tecidos e órgãos, e prejudicam a função fisiológica do local acometido. É difícil determinar uma causa do câncer, se é que é possível encontrá-la: são normalmente vários fatores, que podem variar da sensibilidade do sistema imune da pessoa, até fatores genéticos, meio ambiente e hábitos de vida. Entre fatores de risco como tabagismo e alcoolismo, hábitos sexuais, falta de atividade física e radiação solar, destaco aqui os hábitos alimentares: Alimentação de risco Alguns componentes alimentares têm sido associados ao processo de desenvolvimento do câncer, se consumidos de forma regular durante longos períodos: Gorduras: grandes consumos de gordura podem estar relacionados aos cânceres de mama e próstata, por poderem alterar níveis hormonais no sangue. Em especial as gorduras presentes ...

Continuar lendo...

Hoje, dia 14 de novembro, é o dia Mundial do Diabetes. O Diabetes é uma doença crônica, silenciosa, que deve receber muito cuidado e atenção, pois, assim como a obesidade, tem se tornado uma epidemia mundial! É importante lembrar que o diabetes não tem cura, Continuar lendo...

Continuar lendo...

“Se por um lado as ações para prevenção e tratamento da doença mostram avanços, por outro, os números ainda são alarmantes.” Os dados da Organização Mundial da Saúde de 2012 mostram que aproximadamente 12% da população mundial está obesa, e que a obesidade é a causa de morte de 2,8 milhões de pessoas por ano. O Ministério da Saúde mostrou que 48,5% dos brasileiros Continuar lendo...

Continuar lendo...