Quando falei aqui sobre aqueles alimentos, que são ótimos mas que normalmente acabam sendo deixados para trás, entre eles estava o inhame..

O inhame é ótimo e muito benéfico para o nosso organismo.. olha só:

– melhora do funcionamento do sistema imune, por ser rico em vitaminas, em especial a B5

– o inhame tem fama de ser protetor da dengue. Isso porque o complexo vitamínico B, presente em sua composição, faz com que o organismo exale um odor capaz de espantar o mosquito transmissor da dengue. Mas para isso, é necessário consumir inhame todos os dias. O dito popular é forte, mas não há comprovações científicas quanto a isso…

– a presença de carboidratos, cálcio, ferro, fósforo e vitaminas do complexo B, em especial a B1, torna o inhame ótimo para o crescimento das crianças

– rico em fibras, confere maior saciedade e auxilia no funcionamento do intestino

– para as mulheres na menopausa, o inhame possui um fito-hormônio chamado diosgenina, que atua na regulação hormonal. A diosgenina pode auxiliar a reduzir os calores, ressecamento da pele e mucosas, e outros sintomas que são comuns nesta fase

– este mesmo fito-hormônio também parece ajudar a reduzir a absorção intestinal de colesterol, e aumentar a excreção. Assim, o consumo de inhame pode auxiliar na redução dos níveis sanguíneos de colesterol

– por equilibrar os níveis hormonais, o inhame é benéfico também na redução da irritabilidade durante o período pré-menstrual

– para as mulheres que querem engravidar, há estudos que mostram que os fitoestrógenos do inhame melhoram a fertilidade, aumentando as chances de engravidar.

Ótimo! Mas os estudos mostram que não é a quantidade de consumo que confere estes benefícios, e sim a frequência.. Então vamos tratar de lembrar do inhame em todas as próximas visita ao sacolão.. 

 como comprar:

O inhame deve estar firme. Se algumas partes dele estiverem amolecidas, ou com pequenos “brotos”, provavelmente ele já está estragado. Deve ser mantido em local seco e arejado (não necessariamente na geladeira), e dura até 10 semanas. Se for congelado, resite a meses.

como consumir:

Cru: fica ótimo na forma de salada, ralado, temperado com azeite, limão e pouco sal. Pode também ser adicionado em sucos de frutas (ralar, e depois bater tudo no liquidificador).

Cozido: em sopas, carnes, purês, pães, bolos, tortas, patês… Tem ainda quem use a farinha de inhame, feita com a casca e tudo, em substituição à farinha comum, para fazer pães por exemplo.

curiosidade

aqui no sudeste, o tubérculo que chamamos de inhame, é chamado de cará no nordeste… e o que aqui para nós é cará, para eles no nordeste, é inhame..

receitas

Fiz um pão semi integral com inhame que ficou ótimo!! A única ressalva para esta receita, é que eu diminui um pouquinho do açúcar, e colocaria um pouquinho mais de sal! Mas de qualquer forma, os pãezinhos fizeram sucesso! A receita está aqui: Pão semi integral com inhame.

Depois, eu encontrei uma outra que deve ser muito boa também. É um bolo de inhame com ricota! A receita está aqui, mas essa eu não fiz ainda… mas depois que eu fizer, faço meus comentários e coloco fotos também!

Se você gostou deste post, poderá gostar também:

Alimentos que deveríamos comer mais

Trocas inteligentes

Eu não uso açúcar

Belos alimentos

6 Comentários

  • Ana Teresa

    Aprovado por todos aqui em casa!!!

  • Cláudia Matsukuma

    Adorei saber sobre o inhame. Na minha infâcia me lembro que minha mãe sempre fazia inhame. Vou fazer a receita do blog e depois escrevo sobre o resultado.Bjs, Cláudia Matsukuma.

    • Thais

      Tomara que você goste!! o Inhame é ótimo mesmo!!
      Beijo!

  • Silvio

    Prezada, achei muito bom sua abordagem. Contudo um fato esta errado: o “cará” eh um tipo (variedade) de inhame. Aqui no Nordeste chamamos tb de inhame, mas o inhame cará cozinha mais rápido e fica mais mole (o sabor tb eh diferente) 🙂

    • Thais

      Oi Silvio!
      Obrigada!
      Olha só, isto eu não sabia! Então está explicado porque há confusão de nomes, né? rs
      Obrigada pela informação!
      Bjs

Dúvida? Opinião? Sugestão? Deixe um comentário!