É muito bom ver as pessoas cada vez mais se preocupando em se alimentar bem, garantir todos os nutrientes para que nosso corpo funcione perfeitamente, e mantenha a boa saúde… mas será que adianta se preocupar somente com o que comemos? Como está sendo feita a absorção e aproveitamento destes nutrientes? Como seu corpo está reagindo à sua alimentação?

Como seu intestino anda funcionando?

 

intestino-vc é o que absorve

A saúde e o trânsito intestinal são grandes indicadores de saúde e da boa alimentação, e o que vejo em consultório é que muitas vezes as pessoas subestimam a função do intestino no nosso corpo e metabolismo.

O intestino hoje é considerado nosso segundo cérebro, pois é capaz de executar funções de forma independente do sistema nervoso central. Isto por que existem neurônios presentes nas paredes do intestino que conduzem informações, respondem a estímulos e captam estímulos externos – assim como os neurônios cerebrais. Estas respostas neurológicas no intestino determinam a velocidade com que os alimentos devem percorrer o sistema digestório, e por isso o funcionamento do intestino está sujeito à condições físicas ou mentais, como emoções e estresse.

Motivos para querer seu intestino funcionando bem

 

escute o intestino

*absorção adequada de nutrientes

é muito importante garantir uma boa variedade de vitaminas e minerais pela alimentação, mas nosso intestino é o órgão responsável por resolver “quem fica e quem sai”, e por isso precisamos ter certeza de que ele está fazendo boas escolhas. Para isso, o intestino precisa funcionar de forma fisiológica e regular, o que significa que funcionar a base de laxantes (veja este post sobre chás laxativos e diuréticos), e com uma frequência igual ou menor do que 2x por semana não é adequado. Não são todas as pessoas que precisam ir ao banheiro to-dos os di-as, afinal cada um tem um consumo alimentar e metabolismo diferentes, mas é importante que haja uma regularidade e que não haja desconforto nos dias que o intestino não funciona. Da mesma forma, ir ao banheiro muitas vezes por dia, e fezes muito amolecidas ou liquidas, podem indicar algum problema na alimentação ou no intestino, e é provável que a absorção nutrientes esteja comprometida. Em todos os casos, a avaliação individual é o melhor caminho.

*bom humor e bem estar

a saúde do intestino é altamente responsável pelo bom humor, alegria e bem estar das pessoas. Isso porque, segundo o especialista em nutrição e bioquímica Hélion Póvoa, 90% da secreção da serotonina, o hormônio do bem estar, é feita nas paredes intestinais! Além disso, a serotonina é precursora da melatonina, responsável por boa qualidade e regulação do ciclo do sono; e não há como negar que noites bem dormidas também colaboram bastante par ao bom humor.

*sistema imunológico:

80% do potencial de imunidade do nosso corpo está no nosso intestino, que auxilia o sistema imune a impedir a entrada de agentes nocivos ao nosso organismo por diferentes mecanismo: a microbiota intestinal, que são as inúmeras bactérias, benéficas e maléficas, que habitam o intestino grosso. O equilíbrio entre a população bacteriana é imprescindível para a manutenção da boa saúde. Então a sobrevivência, reprodução e atuação metabólica das bactérias benéficas evitam a permanência e proliferação das bactérias nocivas por meio de produção de substâncias antimicrobianas.

bacterias intestino

A mucosa de todo trato gastro intestinal reduz a adesão das bactérias nocivas e evita que toxinas entrem nas camadas intestinais. E por ultimo, a interação entre as bactérias intestinais e as células do sistema imune, o chamado sistema imune intestinal, ativa células imunocompetentes que ajudam com que nosso organismo esteja em alerta e responda às ameaças de forma rápida e eficaz.

*outros benefícios:

– a microbiota intestinal é capaz de sintetizar algumas vitaminas (especialmente as do complexo B) e enzimas digestivas – como a lactase, que metaboliza a lactose.

– garantindo mucosa íntegra e flora intestinal saudável, a absorção dos nutrientes é potencializada, e as toxinas são eliminadas com maior eficiência

intestino-detox

– a microbiota intestinal fermenta as fibras, e produz ácidos graxos de cadeia curta. Estes ácidos graxos atuam na regulação do metabolismo das gorduras e açúcar, então podem ajudar a reduzir o colesterol e controlar a glicemia do sangue.

– alguns tipo de lactobacillus, presentes na flora intestinal, podem ajudar a reduzir os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, e por isso melhorar outros parâmetros de saúde, como por exemplo, a resistência à insulina

Check list  do intestino feliz

Consulte sempre um nutricionista para avaliar sua alimentação, seu hábito intestinal, e prescrever a melhor forma de garantir que você tenha todos estes benefícios!

Não existem comentários ainda.

Dúvida? Opinião? Sugestão? Deixe um comentário!