O assunto de hoje veio de um pedido no instagram (@nutrirbem.thais): prós e contras dietas restritivas. Bom, quem me conhece e me acompanha aqui sabe que eu sou do time que não conta calorias, não acredita no “nunca mais vou comer”, e considera lados emocionais, sociais e comportamentais da alimentação. Ou seja, não acredita em radicalismos e terrorismo nutricional, por tanto, não concorda com dietas restritivas. Mas esse é um assunto que sempre vem à tona no consultório ou entre amigos, então eu acho importante falar sobre e esclarecer estes pontos sempre que necessário. Restrição e compulsão Dietas restritivas são aquelas que excluem totalmente algum tipo de alimento ou grupo alimentar, normalmente em prol a perda de peso, preferencialmente rápida. Já vi dietas que excluem todas as formas de carboidratos (massas, pães, raízes, cereais, frutas e até alguns legumes), já vi outras que excluem todos os tipos de farinha (de trigo branca ...

Continuar lendo...

Irritação, estresse, mau humor. O frio me deixa de mau humor. É normal, acontece, nas melhores famílias, dias ruins são tão importantes quanto dias bons. Mas se estes sentimentos de indisposição social são frequentes, talvez seja a hora de procurar ajuda. Pode haver relação com um quadro de ansiedade ou depressão, e por isso é necessário estar acompanhado por uma equipe multidisciplinar. Mas se os sintomas são pontuais, saiba que investir em algumas atitudes e escolhas alimentares pode até salvar seu dia!  Serotonina Certamente você já ouviu falar nela, mas talvez a importância desta substancia na sua rotina não esteja tão clara. A serotonina é um neurotransmissor responsável por inibir a raiva e agressão, e controlar nosso humor, sono e até fome e apetite. Em resumo, a serotonina é uma das grandes responsáveis pela nossa sensação de bem estar. Por isso, quando a serotonina estar baixa, pode ser uma das causas do mau humor, ou ...

Continuar lendo...

Muitas das pessoas que passaram em consulta comigo neste ano me ouviram falar no livro da nutricionista Sophie Deram, O Peso das Dietas. Eu li no início de 2015, e desde então está entre meus planos escrever um post sobre ele. O livro explora e sustenta muitos motivos para não seguirmos (ou como nutricionistas, prescrevermos) nenhum tipo de dieta ou restrições alimentares severas, e sim voltarmos a nos alimentar com prazer e sem culpa. Em um evento de discussão do livro “O Peso das Dietas” que participei com a Sophie Deram, em março de 2015. Esta imagem foi postada no instagram @blognutrirbem Eu já conhecia a Sophie e passei a admirá-la ainda mais depois que li o livro. Concordo bastante com seu posicionamento, e muitas das minhas condutas são baseadas nesta mesma linha: contra restrições alimentares severas e terrorismo nutricional e a favor do prazer em comer, da reeducação alimentar e ...

Continuar lendo...

"Vou começar a fazer atividade física, o que comer antes e depois do treino?" Esta é uma pergunta recorrente nos emails que recebo dos leitores do blog, dos pacientes em consultório, e até entre amigos. E como quase tudo no mundo da nutrição, a resposta é: Depende!  Depende do seu peso e objetivo com a atividade física; Depende do tipo de atividade física que está sendo feita; Depende da duração e intensidade da atividade física; Depende das suas refeições anteriores e da programação das próximas; Depende do que você gosta de comer, como está sua digestão e absorção; Depende do seu estado geral de saúde.... Mas vou tentar resumir: Via de regra, é importante pensar que para as contrações musculares provocadas por qualquer tipo de atividade física, é necessário fornecer energia para o músculo. Então para as refeições imediatamente antes da atividade física, carboidratos de rápida absorção são sempre bem vindos: pães, torradas, geleia, tapioca, frutas, sucos, frutas secas, mel... A ...

Continuar lendo...

Recebi recentemente duas perguntas muito parecidas de leitores do blog, e sendo questionamentos comuns, achei pertinente transformar a resposta em um post: Leitor 01:  "Thais, gostaria de saber sua posição e análise sobre os substitutos parciais de refeições e os complementos nutricionais da Herbalife. E se o uso desses produtos aliados a uma alimentação saudável e atividades físicas pode ser feita com segurança e saúde por longos períodos." Leitor 02: "Sempre quis saber, mas nunca tive para quem perguntar: vale a pena usar shakes para emagrecer?" Na minha opinião, não. Shakes ou outros substitutos integrais ou parciais de refeições (chás, sopas ou cápsulas) não são indicados e não valem a pena. E eu tenho vários motivos para isto: #1 Ninguém vive de shake para sempre   Shakes para emagrecer podem até ser sedutores, pois têm uma proposta direta e aparentemente prática. Mas o fato é, ninguém toma shake para o resto da vida! E isso quer dizer que em ...

Continuar lendo...

Nesta semana estava me preparando para gravar uma matéria para a TV (quem me acompanha no insta @blognutrirbem viu!) e um dos temas que falei sobre foi o glutamato monossódico, e só então me dei conta que nunca havia falado sobre ele por aqui! O que é glutamato monossódico? O glutamato monossódico (ou GMS) é um dos aditivos alimentares mais consumidos no mundo, frequentemente usado pela indústria de alimentos para acentuar ou realçar sabores. Está normalmente presente em alimentos processados ou industrializados como salgadinhos de pacote, sopas em pó, temperos prontos e pratos congelados. Como ele atua no nosso corpo? Glutamato é uma substância naturalmente presente no nosso organismo, nós produzimos e usamos em nossos processos metabólicos. O problema aqui é o glutamato usado pela indústria de alimentos, como realçador de sabor, e principalmente quando consumido em grandes quantidades. Os realçadores de sabor estimulam receptores específicos na língua, e dão a sensação do alimento ser mais ...

Continuar lendo...

Na última semana a dieta Ravenna - ou método Ravenna de emagrecimento - ganhou novamente destaque na mídia. No final de 2014 o tema veio à tona por ter sido a dieta escolhida pela Presidente Dilma para emagrecer a tempo de sua posse, em janeiro deste ano. E desta vez foi o apresentador Fernando Rocha, do programa Bem Estar da Rede Globo, em sua campanha #afinarocha com a dieta Ravenna. Imagem da internet A dieta Ravenna é um método promovido pelo médico Máximo Ravenna, basicamente a base de restrição calórica muito intensa associada ao acompanhamento médico e multidisciplinar de nutrição, psicologia e educação física. Já recebi alguns pacientes que passaram pela dieta Ravenna e que perderam peso - bastante peso até, mas que depois me procuraram para uma reeducação alimentar – então por que não fazer a reeducação alimentar desde o começo? Enfim, o que vejo após a dieta Ravenna, as pessoas ficam ...

Continuar lendo...

#1 Quero emagrecer!! Já fiz muitas dietas mas vivo em efeito sanfona, sempre brigando com a balança Dietas comuns são normalmente muito restritivas, o que faz com que não sejam sustentáveis a longo prazo, e acabam por deixar o organismo deficiente em nutrientes. Por isso, fazer dieta é altamente desaconselhável e pode ser perigoso para a saúde! O profissional nutricionista deve te orientar a buscar hábitos alimentares mais saudáveis que te ajudarão a perder peso de forma efetiva. Perder peso não deve ser sinônimo de proibições, privações, fome ou sofrimento. A reeducação alimentar é a forma mais efetiva para uma perda de peso duradoura. #2 Sempre fui magro e não consigo engordar O nutricionista pode te ajudar a planejar refeições que supram seu gasto energético e que ajudem a ganhar peso de forma saudável, sem que haja acúmulo de gordura ou alterações de glicemia e colesterol, por exemplo. A combinação de alimentos corretos pode ...

Continuar lendo...

Muitas pessoas chegam ao consultório desanimadas e quase torcendo para que os exames acusem alguma alteração de metabolismo, pois juram de pés juntos não conseguir emagrecer Por que não consigo emagrecer? Eu como bem, faço tudo certinho!! A grande questão aqui é, “o que é tudo certinho”?? Na minha opinião, não existe uma única forma de estimular o corpo a perder peso, pois cada um é cada um, com hábitos alimentares diferentes, gostos diferentes e necessidades diferentes. Então o “tudo certinho” não existe, o que existe são formas diferentes de estimular cada organismo para resultar na perda de peso. Sim, porque perder peso é consequência. Outro ponto, é que existem alguns erros comuns às pessoas que estão tentando emagrecer, erros de consumo e comportamento alimentar, que nem sempre colaboram para a perda de peso esperada. Então listei alguns destes erros comuns que as pessoas cometem, na tentativa de “fazer tudo certinho” para emagrecer. Consumir muitos industrializados Como ...

Continuar lendo...

De uns tempos pra cá tenho observado muito a relação das pessoas com a comida. Um dia desses deparei com um post no facebook que tinha a foto de um pão, e os comentários diziam algo como "só de olhar para este pão, minha boca enche d'água, tem mais de um mês que eu não posso nem chegar perto" ou ainda "maledeto carbo" e por último, "eu como o pão de manhã e mais nada o resto do dia, mas não deixo de comê-lo!". Por outro lado, em outra ocasião escutei "claro que esta bolacha faz bem à saúde, não tem gosto de nada!" e "é bem ruinzinha, mas eu como porque tem praticamente nada de calorias". E por último, as pessoas chegam no consultório e dizem "o meu problema é que eu gosto de comer". Minha gente, não é nada disso!! Gostar de comer não é problema... é solução! Comer é mesmo um prazer e ...

Continuar lendo...