Passadas as festas de final de ano e carnaval, finalmente o ano começa! E vou aproveitar para abrir os posts do Blog Nutrir Bem de 2016 com um assunto sempre frequente nas minhas consultas: genética e hábitos de vida. Muitas pessoas ficam preocupadas por terem um histórico familiar genético que predispõe ao risco de alguma doença, e outras até acabam jogando toda a responsabilidade da sua saúde em cima da carga genética. Mas será que não há nada que se possa fazer contra a genética? Genética: A Genética é o estudo da transferência de características físicas e biológicas entre as gerações. A herança genética pode nos trazer a cor dos olhos ou cabelo, mas também pré disposições à gostos, hábitos, vícios e até doenças. Muito do que somos e sentimos é atribuído às cargas genéticas que recebemos. Recentemente descobriu-se que a carga genética não é imutável, o que significa que ela pode ser ativada ...

Continuar lendo...

Muitas das pessoas que passaram em consulta comigo neste ano me ouviram falar no livro da nutricionista Sophie Deram, O Peso das Dietas. Eu li no início de 2015, e desde então está entre meus planos escrever um post sobre ele. O livro explora e sustenta muitos motivos para não seguirmos (ou como nutricionistas, prescrevermos) nenhum tipo de dieta ou restrições alimentares severas, e sim voltarmos a nos alimentar com prazer e sem culpa. Em um evento de discussão do livro “O Peso das Dietas” que participei com a Sophie Deram, em março de 2015. Esta imagem foi postada no instagram @blognutrirbem Eu já conhecia a Sophie e passei a admirá-la ainda mais depois que li o livro. Concordo bastante com seu posicionamento, e muitas das minhas condutas são baseadas nesta mesma linha: contra restrições alimentares severas e terrorismo nutricional e a favor do prazer em comer, da reeducação alimentar e ...

Continuar lendo...

Que consumir castanhas ou outras sementes oleaginosas é bom, muita gente sabe - e eu inclusive já falei bastante das castanhas aqui: Sobre sementes oleaginosas. Mas o que algumas pessoas sempre perguntam é qual é a melhor forma de armazenar castanhas em casa para que durem bastante, e para que as propriedades nutricionais sejam preservadas? O primeiro cuidado a ser tomado é com a contaminação. Muitos produtos (principalmente quando comprados à granel) estão contaminados com mofo ou pequenos ovos de insetos - ainda que invisível aos olhos. Então o ideal é comprar os produtos já embalados pela indústria ou sempre em locais de extrema confiança, além, claro, de ficar de olho no prazo de validade. Eu mesma adoro compra à granel! Mas precisa tomar muito cuidado... Outro ponto importante é o recipiente onde as castanhas serão armazenadas. É importante que, assim que chegar em casa, sejam tiradas dos saquinhos onde são vendidas, e ...

Continuar lendo...

Depois de, literalmente, um longo inverno sem aparecer por aqui, agora junto com a primavera, o blog Nutrir Bem está retornando, com a corda toda, às atividades e postagens. Este sumiço todo tem justificativa (e das boas!): o blog Nutrir Bem cresceu e é agora também um espaço físico! Nesta temporada mudei de consultório, e temos agora mais espaço e disponibilidade de agenda para atendimento. Esta mudança veio junto com a nova identidade visual do blog, com novo logo, novo layout e nova papelaria! Estou apaixonada por todas estas cores e formatos :) Além disso, estou desenvolvendo novos protocolos de atendimentos, para atender cada vez melhor às necessidades das pessoas que me procuram. Serão novas abordagens, estratégias e suplementações. A atenção especial neste começo de fase nova vai para as  tentantes (mulheres que estão tentando engravidar), gestantes, mães que amamentam e em fase de introdução alimentar dos bebês, e alimentação de crianças. Mas claro, ...

Continuar lendo...

"Vou começar a fazer atividade física, o que comer antes e depois do treino?" Esta é uma pergunta recorrente nos emails que recebo dos leitores do blog, dos pacientes em consultório, e até entre amigos. E como quase tudo no mundo da nutrição, a resposta é: Depende!  Depende do seu peso e objetivo com a atividade física; Depende do tipo de atividade física que está sendo feita; Depende da duração e intensidade da atividade física; Depende das suas refeições anteriores e da programação das próximas; Depende do que você gosta de comer, como está sua digestão e absorção; Depende do seu estado geral de saúde.... Mas vou tentar resumir: Via de regra, é importante pensar que para as contrações musculares provocadas por qualquer tipo de atividade física, é necessário fornecer energia para o músculo. Então para as refeições imediatamente antes da atividade física, carboidratos de rápida absorção são sempre bem vindos: pães, torradas, geleia, tapioca, frutas, sucos, frutas secas, mel... A ...

Continuar lendo...

Recebi recentemente duas perguntas muito parecidas de leitores do blog, e sendo questionamentos comuns, achei pertinente transformar a resposta em um post: Leitor 01:  "Thais, gostaria de saber sua posição e análise sobre os substitutos parciais de refeições e os complementos nutricionais da Herbalife. E se o uso desses produtos aliados a uma alimentação saudável e atividades físicas pode ser feita com segurança e saúde por longos períodos." Leitor 02: "Sempre quis saber, mas nunca tive para quem perguntar: vale a pena usar shakes para emagrecer?" Na minha opinião, não. Shakes ou outros substitutos integrais ou parciais de refeições (chás, sopas ou cápsulas) não são indicados e não valem a pena. E eu tenho vários motivos para isto: #1 Ninguém vive de shake para sempre   Shakes para emagrecer podem até ser sedutores, pois têm uma proposta direta e aparentemente prática. Mas o fato é, ninguém toma shake para o resto da vida! E isso quer dizer que em ...

Continuar lendo...

Monday Motivation está de volta! Hoje eu (re) inauguro a coluna de motivação do Blog Nutrir Bem. Antigamente a motivação vinha sempre às segundas feiras, dentro da série "Monday Motivation" (e por isso aproveitei a deixa do dia para retornar, rs), mas na nova versão a motivação virá de forma aleatória, com histórias e depoimentos de pessoas que melhoraram algum parâmetro da sua vida através da alimentação e estilo de vida saudáveis. Para o primeiro desta série, vem este depoimento lindo que eu recebi de uma leitora do blog, e agora, minha paciente: "Cheguei a fazer uma dieta num daqueles programas de emagrecimento em grupo, com encontros semanais e cardápio igual para todos os participantes. Quando parei, engordei o dobro (emagreci 5 kg e depois engordei 10 kg).  Um tempo depois, cheguei a 16 kg acima do peso atual. Faz muito tempo. Esqueci de te contar. Eu entendo que esses dígitos podem não significar ...

Continuar lendo...

15 de maio de 2015, hoje é o Dia da Revolução pela Comida, ou Food Revolution Day, campanha criada em 2012 pelo chef inglês Jamie Oliver. Atualmente são mais e 90 países participantes, e o Food Revolution Day é uma campanha para motivar as pessoas a buscarem o conhecimento e direito a uma alimentação saudável. Neste ano, a campanha tem objetivo central conseguir 1.500.000 assinaturas em uma petição online (assine aqui) que pede que a educação alimentar seja uma disciplina obrigatória nos currículos escolares de todos os países que compõem o G20 (fórum internacional para a cooperação global, formado por 19 países e a União Europeia). A ideia é ter os alimentos em sala de aula, mostrar e ensinar as crianças como prepará-los, para que aprendam, na prática, a importância da alimentação saudável - não é demais? :) Este apelo é fundamentado com o número crescente de crianças e jovens com doenças crônicas não transmissíveis (como ...

Continuar lendo...

Nesta semana estava me preparando para gravar uma matéria para a TV (quem me acompanha no insta @nutrirbem.thais viu!) e um dos temas que falei sobre foi o glutamato monossódico, e só então me dei conta que nunca havia falado sobre ele por aqui! O que é glutamato monossódico? O glutamato monossódico (ou GMS) é um dos aditivos alimentares mais consumidos no mundo, frequentemente usado pela indústria de alimentos para acentuar ou realçar sabores. Está normalmente presente em alimentos processados ou industrializados como salgadinhos de pacote, sopas em pó, temperos prontos e pratos congelados. Como ele atua no nosso corpo? Glutamato é uma substância naturalmente presente no nosso organismo, nós produzimos e usamos em nossos processos metabólicos. O problema aqui é o glutamato usado pela indústria de alimentos, como realçador de sabor, e principalmente quando consumido em grandes quantidades. Os realçadores de sabor estimulam receptores específicos na língua, e dão a sensação do alimento ser mais saboroso ...

Continuar lendo...

Na última foi ao ar uma reportagem que gravei para a TV Novo Tempo sobre o consumo de açúcar. Minha parte foi falar principalmente sobre o açúcar nos alimentos industrializados, que estão "escondidos" e nós às vezes comemos sem saber. Eu fiz a comparação entre 4 alimentos que muitas vezes parecem ser inofensivos, mas que contém sim muito açúcar! Mesmo sabendo que são grandes quantidades, eu sempre me surpreendo quando realmente pego para olhar. Inconformada com o tanto de açúcar no bolinho industrializado, adaptei a receita de bolo integral de banana que já tinha postado aqui por uma outra versão com menos açúcar: substituí metade do açúcar por açúcar mascavo e mel, e a outra metade por purê de maçã (também já falei sobre estas substituições neste post). O resultado final ficou bem gostoso, e com bem menos açúcar do que a versão industrializada (para ver a receita adaptada, clique aqui). E vale ...

Continuar lendo...