Depois de muito tempo sem escrever, aqui estou eu de volta! Esses dias postei no Instagram (@nutrirbem.thais) a foto de um pão integral caseiro e algumas pessoas ficaram com algumas dúvidas em relação a ele e a pães integrais industrializados. Para fazer esse pão eu usei uma daquelas panificadoras. Vocês conhecem? Elas são muito práticas e permitem que os pães que consumimos sejam mais naturais, sem os tantos aditivos alimentares que encontramos na maioria dos pães do mercado. Dá para inventar um monte de receitas (e também seguir as várias que vêm no livrinho junto com a máquina). Eu tenho a minha há pouco tempo e ainda estou descobrindo as várias opções que ela oferece. Mas já estou amando poder ter sempre um pão fresquinho em casa e criar vários tipos diferentes. Mais pra frente faço um post com alguns dos tipos de pães que já fiz. Meu pão integral caseiro MAS ...

Continuar lendo...

Recebi recentemente duas perguntas muito parecidas de leitores do blog, e sendo questionamentos comuns, achei pertinente transformar a resposta em um post: Leitor 01:  "Thais, gostaria de saber sua posição e análise sobre os substitutos parciais de refeições e os complementos nutricionais da Herbalife. E se o uso desses produtos aliados a uma alimentação saudável e atividades físicas pode ser feita com segurança e saúde por longos períodos." Leitor 02: "Sempre quis saber, mas nunca tive para quem perguntar: vale a pena usar shakes para emagrecer?" Na minha opinião, não. Shakes ou outros substitutos integrais ou parciais de refeições (chás, sopas ou cápsulas) não são indicados e não valem a pena. E eu tenho vários motivos para isto: #1 Ninguém vive de shake para sempre   Shakes para emagrecer podem até ser sedutores, pois têm uma proposta direta e aparentemente prática. Mas o fato é, ninguém toma shake para o resto da vida! E isso quer dizer que em ...

Continuar lendo...

Nesta semana estava me preparando para gravar uma matéria para a TV (quem me acompanha no insta @nutrirbem.thais viu!) e um dos temas que falei sobre foi o glutamato monossódico, e só então me dei conta que nunca havia falado sobre ele por aqui! O que é glutamato monossódico? O glutamato monossódico (ou GMS) é um dos aditivos alimentares mais consumidos no mundo, frequentemente usado pela indústria de alimentos para acentuar ou realçar sabores. Está normalmente presente em alimentos processados ou industrializados como salgadinhos de pacote, sopas em pó, temperos prontos e pratos congelados. Como ele atua no nosso corpo? Glutamato é uma substância naturalmente presente no nosso organismo, nós produzimos e usamos em nossos processos metabólicos. O problema aqui é o glutamato usado pela indústria de alimentos, como realçador de sabor, e principalmente quando consumido em grandes quantidades. Os realçadores de sabor estimulam receptores específicos na língua, e dão a sensação do alimento ser mais saboroso ...

Continuar lendo...

Na última foi ao ar uma reportagem que gravei para a TV Novo Tempo sobre o consumo de açúcar. Minha parte foi falar principalmente sobre o açúcar nos alimentos industrializados, que estão "escondidos" e nós às vezes comemos sem saber. Eu fiz a comparação entre 4 alimentos que muitas vezes parecem ser inofensivos, mas que contém sim muito açúcar! Mesmo sabendo que são grandes quantidades, eu sempre me surpreendo quando realmente pego para olhar. Inconformada com o tanto de açúcar no bolinho industrializado, adaptei a receita de bolo integral de banana que já tinha postado aqui por uma outra versão com menos açúcar: substituí metade do açúcar por açúcar mascavo e mel, e a outra metade por purê de maçã (também já falei sobre estas substituições neste post). O resultado final ficou bem gostoso, e com bem menos açúcar do que a versão industrializada (para ver a receita adaptada, clique aqui). E vale ...

Continuar lendo...

Já fiz postagens sobre isso no instagram (já segue? é @blognutrirbem) e não me canso de falar para meus pacientes: parem de comer peito de peru todos os dias! É normalmente uma daquelas informações surpresa para as pessoas, que vai contra o que elas sempre ouviram no que diz respeito à dieta / alimentação saudável. Então, eis aqui meus motivos para tirar o peito de peru da rotina: 1- não é uma fonte de proteínas! Para ser uma fonte de proteínas o alimento precisa chegar em aproximadamente 30g de proteínas por porção. Então vamos aos cálculos: Para consumir 30g de proteínas em peito de peru, seria necessário consumir 165g, o equivalente a 11 fatias de peito de peru! Mas será que vale a pena consumir 11 fatias de peito de peru? 2 - muito sódio! As embalagens de peito de peru consideram 4 fatias como 1 porção, e nesta conta há aproximadamente 20% do sódio ...

Continuar lendo...

Há tempos estou prometendo este post para algumas pessoas e finalmente, chegou a hora dele :) Ainda tem muita gente que usa o refrigerante zero como substituto ao refrigerante comum no intuito de reduzir as calorias consumidas no dia, e então, teoricamente, auxiliar na perda de peso. Então vamos ao comparativo:  (Obs: apenas para exemplificação, aqui serão usados a Coca Cola e Guaraná Antártica, mas no geral todas os refrigerantes ou bebidas gaseificadas zero ou light seguem a mesma linha) Neste contexto, a substituição seria justa - aqui tem um post que fala um pouco mais sobre porque evitar as bebidas açucaradas. Mas o primeiro ponto, é que, como aqui as calorias não são importantes, e sim os nutrientes. Então, vamos à comparação clássica do valor nutricional dos refrigerantes zero e o temido suco de laranja: Apesar de o suco de laranja apresentar valor calórico e os refrigerantes zero não, analise bem a oferta ...

Continuar lendo...

Eu confesso que desde que voltei da minha viagem à França tenho estado muito apaixonada pela manteiga. Em minha casa nunca tivemos o hábito de usá-la então nunca foi um produto muito frequente na rotina... mas ela tem estado cada vez mais presente nas minhas recomendações e aventuras na cozinha. Sim, manteiga, e não margarina. Eis aqui o duelo: Manteiga:  por definição, trata-se de um produto derivado do leite batido, até que se transforme em uma emulsão de água e gordura. É líquida em temperatura ambiente, sólida quando refrigerada. Por ser derivada do leite, a manteiga é rica em gordura saturada, tradicionalmente conhecida como a gordura ruim e que, quando consumida em excesso, pode aumentar o colesterol. Margarina: é o termo genérico usado para identificar uma emulsão de gorduras alimentares de origem vegetal em água. Surgiu em 1860, quando o imperador Napoleão III da França ofereceu uma recompensa para quem conseguisse encontrar um substituto ...

Continuar lendo...