Depois de muito tempo sem escrever, aqui estou eu de volta! Esses dias postei no Instagram (@nutrirbem.thais) a foto de um pão integral caseiro e algumas pessoas ficaram com algumas dúvidas em relação a ele e a pães integrais industrializados. Para fazer esse pão eu usei uma daquelas panificadoras. Vocês conhecem? Elas são muito práticas e permitem que os pães que consumimos sejam mais naturais, sem os tantos aditivos alimentares que encontramos na maioria dos pães do mercado. Dá para inventar um monte de receitas (e também seguir as várias que vêm no livrinho junto com a máquina). Eu tenho a minha há pouco tempo e ainda estou descobrindo as várias opções que ela oferece. Mas já estou amando poder ter sempre um pão fresquinho em casa e criar vários tipos diferentes. Mais pra frente faço um post com alguns dos tipos de pães que já fiz. Meu pão integral caseiro MAS ...

Continuar lendo...

Que consumir castanhas ou outras sementes oleaginosas é bom, muita gente sabe - e eu inclusive já falei bastante das castanhas aqui: Sobre sementes oleaginosas. Mas o que algumas pessoas sempre perguntam é qual é a melhor forma de armazenar castanhas em casa para que durem bastante, e para que as propriedades nutricionais sejam preservadas? O primeiro cuidado a ser tomado é com a contaminação. Muitos produtos (principalmente quando comprados à granel) estão contaminados com mofo ou pequenos ovos de insetos - ainda que invisível aos olhos. Então o ideal é comprar os produtos já embalados pela indústria ou sempre em locais de extrema confiança, além, claro, de ficar de olho no prazo de validade. Eu mesma adoro compra à granel! Mas precisa tomar muito cuidado... Outro ponto importante é o recipiente onde as castanhas serão armazenadas. É importante que, assim que chegar em casa, sejam tiradas dos saquinhos onde são vendidas, e ...

Continuar lendo...

Já fiz postagens sobre isso no instagram (já segue? é @blognutrirbem) e não me canso de falar para meus pacientes: parem de comer peito de peru todos os dias! É normalmente uma daquelas informações surpresa para as pessoas, que vai contra o que elas sempre ouviram no que diz respeito à dieta / alimentação saudável. Então, eis aqui meus motivos para tirar o peito de peru da rotina: 1- não é uma fonte de proteínas! Para ser uma fonte de proteínas o alimento precisa chegar em aproximadamente 30g de proteínas por porção. Então vamos aos cálculos: Para consumir 30g de proteínas em peito de peru, seria necessário consumir 165g, o equivalente a 11 fatias de peito de peru! Mas será que vale a pena consumir 11 fatias de peito de peru? 2 - muito sódio! As embalagens de peito de peru consideram 4 fatias como 1 porção, e nesta conta há aproximadamente 20% do sódio ...

Continuar lendo...

Como alguns viram no instagram (@blognutrirbem), na semana passada comecei a entregar a lembrancinha de final de ano aos meus pacientes. Pensei muito até resolver o que queria dar, e no fim escolhi por lindos tubinhos recheados de oleaginosas. Muitos dos meus pacientes habitualmente consomem as castanhas em alguma refeição, mas sei que ainda tem gente que tem medo delas por conta de seu valor calórico e teor de gorduras. Mas como aqui não contamos calorias, e sim nutrientes, este post vai dizer porque eu faço tanta questão de incluir as oleaginosas nos planejamentos alimentares das pessoas: Quem são elas?  Nozes, castanhas, amendoim, pistache, macadâmia, avelã, amêndoas, pecãn... Todas estas sementes são chamadas como oleaginosas devido a seu perfil semelhante de nutrientes. Benefícios: # Composição nutricional - macronutrientes: excelentes fontes de gorduras insaturadas – as gorduras que conferem benefícios para a saúde cardiovascular - e proteínas vegetais completas. Tem pouca quantidade de carboidratos, e os ...

Continuar lendo...

Não tem como negar, a copa já está rolando e é inevitável que o país pare para assistir aos jogos. No melhor estilo Monday Motivation, preparei aqui uma lista de 10 petiscos saudáveis, para começar a semana com pique para curtir os jogos, mas sem ter que apelar para as opções industrializadas e cheias de gordura e sal. #1 Pipoca Sim, pipoca é uma ótima opção com ótimos valores nutricionais. É um carboidrato riquíssimo em fibras, o que faz com que seja absorvido de forma lenta e por isso fornece energia de forma prolongada. Mas atenção: pipoca só se for de panela! As de microondas são cheias de gorduras e sal e não valem o consumo. Mais detalhes sobre os benefícios da pipoca, você pode ver neste post. #2 Nuts Mix de castanhas é sempre uma boa opção. O maior diferencial das castanhas são as gorduras do bem, que atuam como anti-inflamatórias, e por isso ajudam ...

Continuar lendo...

Esta é mais uma daquelas receitas que fazem super e que com certeza deverá ser repetida sem medo! Trata-se de um bolo de cenoura rico em fibras, com pouco açúcar, e sem gluten! Aliás, dependendo do leite escolhido, pode ser sem lactose também! Enfim, é bastante versátil, pode ser um delicioso lanche da tarde (para crianças e adultos!) ou ainda para tomar com café no final de semana. Pode também ser versátil no sabor, acredito que a base da receita aceite bem mudanças: pense em adicionar cacau à massa, ou ainda quem sabe trocar as cenouras por beterrabas? Mas sem esquecer que açúcar é açúcar, e nada em  excesso faz bem. A receita original é da nutricionista Fernanda Scheer. Ingredientes: 3 ovos 1/2 xícara de açúcar 1/2 xícara de óleo de canola ou de coco 3/4 xicara de leite desnatado ou leite de coco ou qualquer outro leite vegetal 1 xícara de farinha de arroz integral 1 xícara de farinha de milho 2 ...

Continuar lendo...

Um dia desses precisei jantar em um dos consultórios. Tinha uma reunião depois dos atendimentos, e não daria tempo de passar em nenhum lugar para comer. Precisava de uma preparação que pudesse ser transportada, que fosse prática, que suprisse minha fome, e claro, que fosse nutritiva. Abri a geladeira e fui juntando as coisas. O resultado foram deliciosos cupcakes salgados, absolutamente versáteis, podem ser adaptados de acordo com os ingredientes que tiverem disponíveis. A receita ficou boa pois tem carboidratos de boa qualidade, fibras e legumes variados. Depois do dia da invenção da receita, ela já foi repetida mais umas duas ou três vezes, em versões diferentes. Os ingredientes para cerca de 8 unidades são basicamente: - 2 ovos - algum tubérculo cozido (batata, mandioquinha, inhame, batata doce...) - 1 colher de sopa de aveia ou farinha de arroz ou farinha de amaranto ou farinha de trigo integral - legumes variados crus e/ou cozidos - 1 colher de chá ...

Continuar lendo...

Antes tarde do que nunca, chegou a hora do ultimo post da série Sobremesa Saudável. Por favor, perdoem meu atraso, mas confesso que esta ultima receita deu um pouquinho de trabalho. Isto porque, além do carnaval, algumas outras receitas foram testadas sem sucesso. Mas isto também serve para motivá-los, no sentido de que se uma receita não te agradou, não desista e procure outra que seja melhor. Saibam que para cada receita que eu posto aqui, tem pelo menos uma outra que também foi testada e não deu certo... Para fechar com chave de outro a série, a receita é um mousse de cacau, e foi inspirada em uma postada no instagram @nutricionistasassociadas - que aliás é um daqueles perfis que vale a pena ser seguido. Escolhi esta receita não apenas por ser deliciosa, mas também pelo alto valor nutricional. Além dos inúmeros benefícios da biomassa de banana verde (que já falei ...

Continuar lendo...

Março é um mês de muita chuva que por muitas vezes atrapalha as produções agrícolas. Os vegetais e frutas da safra são mais resistentes à abundância de água, o que também favorece para que tenham um sabor mais agradável. Confira: Entrando em safra: As bananas nanica e prata já estão entrando em uma nova safra, assim como o mamão, a mexerica cravo e poncan e a maçã. Entre os vegetais, o chuchu e o gengibre, que tem seu ápice da safra no inverno (o gengibre é um alimento termogênico, e para saber mais sobre suas propriedades, leia este post). Mantêm em safra: Abacaxi haway, ameixa, banana maçã, caaqui, coco verde e seco, figo, fruta do conde, goiaba, limão, mamão haway, maracujá azedo, melão, pera e uva itália. Dos vegetais, aproveite ainda a abobrinha italiana, batata inglesa e doce, berinjela, cará, cebola, inhame, mandioca, pepino, quiabo, aspargo, cebolinha e moyashi. Fim de safra: Os vegetais que já ...

Continuar lendo...

Fiquei encantada com esta receita! Não sei se pelo fato do consumo da framboesa ser infelizmente difícil no Brasil (a framboeseira só sobrevive à temperaturas muito baixas, durante longos períodos no ano) ou se por ser um sorbet, que é naturalmente leve e gostoso. A framboesa é uma frutinha muito delicada, com uma cor linda, oca por dentro, e com um sabor super doce. Tem baixo valor calórico e é rica em vitaminas (especialmente B1, B5 e C), proteínas e fibras. Uma receita de sorbet é normalmente bem simples, e seu benefício em relação a um sorvete comum é que sua base é água, e por isso, não contém nenhum tipo de gordura. Esta receita de sorbet de framboesa eu adaptei de uma outra (que era de gelatina) que encontrei na internet. Mas uma coisa que gostei dela é que, se for necessário usar açúcar, a quantidade é mínima. Isto porque além do ...

Continuar lendo...