Como nos últimos anos, eu não poderia deixar passar em branco este 1º de agosto, quando comemoramos o Dia Mundial da Amamentação. Neste dia inicia também a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), que marca uma série de eventos e publicações em torno do incentivo à amamentação. "Amamentação: uma chave para o desenvolvimento sustentável" é o tema deste ano, que leva como slogan "Presente Saudável, Futuro Sustentável".  Neste contexto, a amamentação é tida como um dos pontos chave para o desenvolvimento sustentável pois tem ligação direta com a saúde e segurança alimentar e nutricional, e também como garantia do alcance do potencial máximo de desenvolvimento e educação  da criança, refletindo em produtividade no seu futuro. Não é lindo? 💙 💜 Outro ponto que ambientaliza a amamentação dentro do desenvolvimento sustentável, é que em 2016 17 metas universais para o desenvolvimento global já traçadas precisam começar a ser alcançadas, para ajudar a guiar o desenvolvimento mundial ...

Continuar lendo...

Passadas as festas de final de ano e carnaval, finalmente o ano começa! E vou aproveitar para abrir os posts do Blog Nutrir Bem de 2016 com um assunto sempre frequente nas minhas consultas: genética e hábitos de vida. Muitas pessoas ficam preocupadas por terem um histórico familiar genético que predispõe ao risco de alguma doença, e outras até acabam jogando toda a responsabilidade da sua saúde em cima da carga genética. Mas será que não há nada que se possa fazer contra a genética? Genética: A Genética é o estudo da transferência de características físicas e biológicas entre as gerações. A herança genética pode nos trazer a cor dos olhos ou cabelo, mas também pré disposições à gostos, hábitos, vícios e até doenças. Muito do que somos e sentimos é atribuído às cargas genéticas que recebemos. Recentemente descobriu-se que a carga genética não é imutável, o que significa que ela pode ser ativada ...

Continuar lendo...

"Vou começar a fazer atividade física, o que comer antes e depois do treino?" Esta é uma pergunta recorrente nos emails que recebo dos leitores do blog, dos pacientes em consultório, e até entre amigos. E como quase tudo no mundo da nutrição, a resposta é: Depende!  Depende do seu peso e objetivo com a atividade física; Depende do tipo de atividade física que está sendo feita; Depende da duração e intensidade da atividade física; Depende das suas refeições anteriores e da programação das próximas; Depende do que você gosta de comer, como está sua digestão e absorção; Depende do seu estado geral de saúde.... Mas vou tentar resumir: Via de regra, é importante pensar que para as contrações musculares provocadas por qualquer tipo de atividade física, é necessário fornecer energia para o músculo. Então para as refeições imediatamente antes da atividade física, carboidratos de rápida absorção são sempre bem vindos: pães, torradas, geleia, tapioca, frutas, sucos, frutas secas, mel... A ...

Continuar lendo...

Recebi recentemente duas perguntas muito parecidas de leitores do blog, e sendo questionamentos comuns, achei pertinente transformar a resposta em um post: Leitor 01:  "Thais, gostaria de saber sua posição e análise sobre os substitutos parciais de refeições e os complementos nutricionais da Herbalife. E se o uso desses produtos aliados a uma alimentação saudável e atividades físicas pode ser feita com segurança e saúde por longos períodos." Leitor 02: "Sempre quis saber, mas nunca tive para quem perguntar: vale a pena usar shakes para emagrecer?" Na minha opinião, não. Shakes ou outros substitutos integrais ou parciais de refeições (chás, sopas ou cápsulas) não são indicados e não valem a pena. E eu tenho vários motivos para isto: #1 Ninguém vive de shake para sempre   Shakes para emagrecer podem até ser sedutores, pois têm uma proposta direta e aparentemente prática. Mas o fato é, ninguém toma shake para o resto da vida! E isso quer dizer que em ...

Continuar lendo...

15 de maio de 2015, hoje é o Dia da Revolução pela Comida, ou Food Revolution Day, campanha criada em 2012 pelo chef inglês Jamie Oliver. Atualmente são mais e 90 países participantes, e o Food Revolution Day é uma campanha para motivar as pessoas a buscarem o conhecimento e direito a uma alimentação saudável. Neste ano, a campanha tem objetivo central conseguir 1.500.000 assinaturas em uma petição online (assine aqui) que pede que a educação alimentar seja uma disciplina obrigatória nos currículos escolares de todos os países que compõem o G20 (fórum internacional para a cooperação global, formado por 19 países e a União Europeia). A ideia é ter os alimentos em sala de aula, mostrar e ensinar as crianças como prepará-los, para que aprendam, na prática, a importância da alimentação saudável - não é demais? :) Este apelo é fundamentado com o número crescente de crianças e jovens com doenças crônicas não transmissíveis (como ...

Continuar lendo...

É muito bom ver as pessoas cada vez mais se preocupando em se alimentar bem, garantir todos os nutrientes para que nosso corpo funcione perfeitamente, e mantenha a boa saúde... mas será que adianta se preocupar somente com o que comemos? Como está sendo feita a absorção e aproveitamento destes nutrientes? Como seu corpo está reagindo à sua alimentação? Como seu intestino anda funcionando?   A saúde e o trânsito intestinal são grandes indicadores de saúde e da boa alimentação, e o que vejo em consultório é que muitas vezes as pessoas subestimam a função do intestino no nosso corpo e metabolismo. O intestino hoje é considerado nosso segundo cérebro, pois é capaz de executar funções de forma independente do sistema nervoso central. Isto por que existem neurônios presentes nas paredes do intestino que conduzem informações, respondem a estímulos e captam estímulos externos - assim como os neurônios cerebrais. Estas respostas neurológicas no intestino ...

Continuar lendo...

Nesta semana estava me preparando para gravar uma matéria para a TV (quem me acompanha no insta @nutrirbem.thais viu!) e um dos temas que falei sobre foi o glutamato monossódico, e só então me dei conta que nunca havia falado sobre ele por aqui! O que é glutamato monossódico? O glutamato monossódico (ou GMS) é um dos aditivos alimentares mais consumidos no mundo, frequentemente usado pela indústria de alimentos para acentuar ou realçar sabores. Está normalmente presente em alimentos processados ou industrializados como salgadinhos de pacote, sopas em pó, temperos prontos e pratos congelados. Como ele atua no nosso corpo? Glutamato é uma substância naturalmente presente no nosso organismo, nós produzimos e usamos em nossos processos metabólicos. O problema aqui é o glutamato usado pela indústria de alimentos, como realçador de sabor, e principalmente quando consumido em grandes quantidades. Os realçadores de sabor estimulam receptores específicos na língua, e dão a sensação do alimento ser mais saboroso ...

Continuar lendo...

#1 Quero emagrecer!! Já fiz muitas dietas mas vivo em efeito sanfona, sempre brigando com a balança Dietas comuns são normalmente muito restritivas, o que faz com que não sejam sustentáveis a longo prazo, e acabam por deixar o organismo deficiente em nutrientes. Por isso, fazer dieta é altamente desaconselhável e pode ser perigoso para a saúde! O profissional nutricionista deve te orientar a buscar hábitos alimentares mais saudáveis que te ajudarão a perder peso de forma efetiva. Perder peso não deve ser sinônimo de proibições, privações, fome ou sofrimento. A reeducação alimentar é a forma mais efetiva para uma perda de peso duradoura. #2 Sempre fui magro e não consigo engordar O nutricionista pode te ajudar a planejar refeições que supram seu gasto energético e que ajudem a ganhar peso de forma saudável, sem que haja acúmulo de gordura ou alterações de glicemia e colesterol, por exemplo. A combinação de alimentos corretos pode ...

Continuar lendo...

Quando as pessoas descobrem que eu sou nutricionista, uma das primeiras perguntas que eu escuto é: "quantas calorias tem ________ (complete a lacuna)", ou ainda "é verdade que __________ tem menos calorias do que ___________ (complete também estas lacunas)?". São questionamentos comuns e frequentes tanto dentro quanto fora do consultório, e a minha resposta é sempre a mesma: o valor calórico não é tão importante assim! É importante para o nutricionista, que vai calcular seu consumo alimentar e ajustá-lo ao seu metabolismo e objetivos nutricionais. Mas para as pessoas, não é vantajoso se prender ao número de calorias para basear suas escolhas alimentares. Sei que nem sempre é fácil desapegar das calorias, então eu listei motivos para não precisar mais se preocupar com o valor calórico dos alimentos e não contar calorias em  2015 - nem nunca mais!! #1 valor calórico não é tudo Tomo como exemplo o que já falei neste post (Passe longe dos refrigerantes ...

Continuar lendo...

2015 já começou e essa época é marcada pelas pessoas super motivadas a adotar as resoluções de ano novo às quais se propuseram. Acho ótimo podermos usar esta motivação para transformar essas resoluções em novos hábitos saudáveis para o ano que vem por aí. Quem passou em consulta comigo nos últimos 2 meses provavelmente me ouviu falar sobre um livro que estava lendo, "O Poder do Hábito”, do Charles Duhigg. O Poder do Hábito, de Charles Duhigg - Editora Objetiva Eu gostei muito do livro, indiquei para várias pessoas, e me fez pensar bastante em o quanto os hábitos são importantes no nosso dia a dia. "Os hábitos surgem porque o cérebro está sempre procurando maneiras de poupar esforços. Os hábitos permitem que nossas mentes desacelerem com mais frequência, e nos permitem parar de pensar constantemente em comportamentos básicos, como andar e escolher o que comer" - trecho do livro Isso significa que os ...

Continuar lendo...