Ter uma vontade louca de comer doces depois das refeições é um relato bastante comum em consultório, e confesso que quando eu almoço em restaurantes e observo o consumo alimentar das pessoas, vejo que muitas buscam pelo doce imediatamente depois de terminar a refeição.

doces

Na minha prática clínica o hábito de comer doces diariamente é normalmente solucionado quando conseguimos descobrir a origem da vontade e busca pelo doce. No geral, vejo que há três principais razões para que isto aconteça:

1- Falta de energia:

com quem acontece: comum entre as pessoas que pulam refeições e/ou não fazem os lanches intermediários,  ou ainda nas que evitam o consumo de carboidratos. É normalmente aquela vontade de doce onde qualquer doce serve, pois o que importa para o corpo neste caso, é a presença do açúcar como fonte energética. Nestes casos, nem sempre há prazer associado ao consumo do doce.

falta de energia

por que acontece? Normalmente ocorro quando o corpo está de fato precisando de energia, e provavelmente energia rápida. A energia proveniente do açúcar dos doces fica facilmente disponível para uso do organismo, que sabendo disso, pede por um doce.

como evitar? Ajustando o fracionamento das refeições, e padronizando-as sempre completas, geralmente com uma fonte de carboidrato de absorção lenta (que irá manter a saciedade por mais tempo), uma fonte de proteínas e uma fonte de fibras.

2 – Hábito

com quem acontece: característico nas pessoas que sempre consomem doces após as refeições. É também aquela vontade de doce sem exigência, pois o ponto aqui é ter um sabor doce depois do salgado. Tratando-se de um hábito (ou seja, uma ação repetida quase que inconscientemente), pode acontecer do consumo do doce não necessariamente trazer prazer.

por que acontece? O organismo e paladar ficam acostumados à sequência salgado seguido de doce, e acaba sempre pedindo para que a sequência seja repetida. 

vale tudo

como evitar? a melhor forma para reduzir a vontade de doces depois da refeição que é consequente do hábito, é mudar o hábito! Já falei um pouco sobre mudança de hábito aqui (Post: O Poder do hábito), e sobre o excessivo consumo de doces aqui (Post: Doce Vício). Mas basicamente, quanto menos açúcar consumirmos, mais fácil fica de reduzir. Então o primeiro passo para reduzir o consumo de doces depois das refeições, é reduzir a frequência do consumo de doces depois das refeições! rsrs.

3- Prazer

com quem acontece e por que acontece? com todos aqueles que gostam de um docinho! É o simples gostar, comer o doce pelo prazer que ele dá.

comendo doce feliz

como evitar? A verdade é que não necessariamente precisamos evitar. Existe prazer em comer doces, e não há de ter culpa nisso. Eu acredito que uma das maiores soluções dos problemas com alimentação é conseguir unir a funcionalidade dos alimentos com o prazer que sentimos em degustá-los (ou devorá-los, rs), e não tem porque excluir os doces desta jogada. Comer é e sempre foi um ato de prazer, e nós não devemos (nem precisamos) nos privar disso – há mais sobre este assunto aqui (Post: Comer com Prazer, sim obrigada)

A solução:

Quando identifica-se que o consumo de doces diário é um problema no padrão alimentar de uma pessoa, e que o consumo deste doce tem sido consequente de algo que não seja a escolha consciente, o ideal é rastrear e entender de onde a vontade/necessidade do doce está vindo. Se é falta de energia, corrigimos o problema; se é hábito, identificamos e encontramos estratégias para modificá-lo. Acrescento que é também importante investigar se este consumo de doce tem algum gatilho de ansiedade ou emocional, e se assim for, corrigir – normalmente com estratégia multidisciplinar. Retirados todas todas estas hipóteses, o que sobra é o prazer em comer. O real prazer em comer o doce vem em uma frequência menor do que a diária (ou a habitual), e normalmente com doces específicos (ex: chocolate marca x, pudim da avó, brigadeiro da irmã….). Assim, escolhendo criteriosamente o doce e comendo com o devido prazer, fica mais fácil e menos doloroso moderar na frequência do consumo, pois o sabor do doce e a memória afetiva que normalmente eles trazem são mais valorizados.

doce equilibrio

Procure ajuda profissional se você identificar que seu consumo de doces tem sido prejudicial na sua rotina, e/ou se achar que se enquadra em algum destes critérios.

3 Comentários

  • Lia*

    Gostei muito do texto. Bem esclarecedor.
    Como sempre o blogger tem bons textos.
    Gosto muito do blogger.
    Obrigada pelas dicas.
    Abraços.

    • Thais Lara

      Lia
      Obrigada pela visita e pelo carinho 🙂
      beijo

Dúvida? Opinião? Sugestão? Deixe um comentário!