Bebês

Comida de bebê: como congelar

Nesta semana fiz 2 posts no instagram (@nutrirbem.thais) que geraram muitas dúvidas entre as mães. Por isso, resolvi compilar todas as informações que passei por lá, via mensagens, vídeos e comentários, em um único texto aqui no blog.

Lembrando que as informações passadas por aqui não substituem as orientações de introdução alimentar e manipulação de alimentos, que devem ser individualizadas.

como armazenar a comidinha do bebê

Os alimentos que serão oferecidos para os bebês deverão ser sempre guardados em recipientes limpos, em local seco e fresco e tampados. É importante que estejam sempre cobertos ou tampados para evitar a contaminação por poeira, insetos e bactérias.

Também é importante manter os alimentos prontos em refrigeração pois a temperatura ambiente facilita a proliferação bacteriana.

Recomenda-se evitar o uso de recipientes de plástico para o armazenamento de comida. Os plásticos, de uma forma geral, contém BPA, que é um contaminante ambiental hoje amplamente relacionado à alterações metabólicas e fisiológicas, e portanto, maior risco e/ou aparecimento de doenças. Sugiro sempre dar preferência para os recipientes de vidro, porcelana, cerâmica ou polipropileno. Se precisar ser de plástico, sugiro buscar pelo selo de BPA Free, para garantir a ausência do contaminante.

formas de preparo para congelar

Idealmente, os alimentos devem ser servidos logo após o preparo, pois assim, garante-se melhor biodisponibilidade das vitaminas e minerais. Mas sabemos que no dia a dia nem sempre é possível cozinhar perto da hora das refeições, por isso, se for necessário, é também possível congelar os alimentos já preparados. Uma dica boa que eu aprendi com a Rita Lobo, é sempre congelar os alimentos tem tempero, e deixar para temperá-los apenas na hora de servir. Esta técnica deixa tudo com aparência, sabor e cheiro de comidinha feita na hora!

congelar alimentos crus:

É possível congelar os alimentos ainda crus, e para isso, é necessário higienizar e picar tudo antes de congelar. Os alimentos serão cozidos apenas na hora do preparo, depois de descongelados

congelar alimentos pré cozidos:

Higienize, pique e cozinhe os alimentos como o habitual, mas interrompa a cocção antes de estarem totalmente cozidos. É recomendado fazer o processo de branqueamento (descrito logo abaixo) neste momento, para preservar mais os nutrientes. Quando descongelar, finalize o cozimento e tempere.

congelar alimentos cozidos:

HIgienize e cozinhe os alimentos como o habitual. Ao final do cozimento, faça também a técnica de branqueamento. Quando descongelar, está pronto para ser aquecido e temperado.

Branqueamento:

É uma técnica de conservação de alimentos que tem por objetivo interromper o cozimento dos alimentos de uma forma rápida, para maior manutenção do valor nutricional. O branqueamento também preserva a textura dos alimentos após descongelarem.

Os alimentos deverão ser imersos em água fervente e quando cozidos (ou al dente, no caso do congelamento dos alimentos pré cozidos), devem ser imersos em água gelada.

Este processo pode ser feito com carnes, verduras, legumes e frutas que serão congeladas.

formas de congelamento

Você pode congelar os alimentos em pedaços grandes, pedaços pequenos ou amassados separadamente. Tudo depende da forma como seu bebê irá comer e como você irá apresentar a refeição.

Lembre-se de sempre identificar os alimentos congelados e colocar a data de preparo. Os alimentos congelados duram em média de 2 a 3 meses.

forma de gelo:

Formas de gelo BPA free e com tampa são ótimas para congelar comidinha de bebê. Neste formato, você pode congelar os alimentos picados em cubinhos, ou amassados.

congelar papinha
Neste exemplo, há diversos grupos alimentares em uma mesma forma de gelo, compondo uma refeição completa para o bebê.

Você pode colocar vários grupos alimentares em uma mesma forma de gelo, e também pode setorizar várias formas de gelo de acordo com seu conteúdo: uma forma só para carnes; uma forma só para leguminosas; uma forma só para legumes…. E assim, terá várias opções de composição para a comidinha do bebê.

potinho com a refeição completa:

Em um mesmo potinho, você pode colocar em camadas todos os grupos alimentares que irão compor o prato do bebê. Estando em camadas, fica fácil separar os grupos alimentares no prato quando for descongelado.

congelamento papinha
Exemplo de congelamento de comida de bebê em potinhos, com os alimentos em camadas.

Neste modelo, os alimentos podem ser congelados em cubos pequenos ou pedaços grandes.

em pedaços grandes:

Mais uma opção de congelamento é cozinhar os alimentos em pedaços grandes ou inteiros, e congelar em seguida. Neste formato, os alimentos também poderão ser consumidos pelos demais integrantes da família

descongelamento e aquecimento

A melhor opção para descongelar é sempre em geladeira, por pelo menos 6h. Não se recomenda descongelar em temperatura ambiente ou banho maria por conta da facilidade da proliferação bacteriana. Também não recomendo o uso de microondas para bebês, principalmente por não descongelar/aquecer o alimento de forma homogênea.

Depois de descongeladas, a comidinha deve ser consumida em até 24h e não deve retornar ao freezer.

Para aquecer, as melhores opções são banho maria ou em panela no fogão.