Quanto engordar na gestação?

Quanto engordar na gestação?

O ganho de peso durante a gestação é algo que preocupa muitas mulheres. A maioria sabe que é necessário ganhar peso, mas tem medo que ele se torne incontrolável ou muito excessivo. Mas afinal, quanto é preciso ganhar de peso durante a gestação?

A grande verdade é que não existe um número mágico ideal de quantos quilos devem ser ganhos durante a gestação. Tudo depende de uma série de fatores, mas minimamente e inicialmente, o estado nutricional da mulher antes de engravidar. Para se ter uma ideia, o ganho de peso ideal pode variar de 12 a 18kg para uma mulher que estava abaixo peso antes da gestação, e 6 a 7kg para uma mulher obesa antes da gestação. Por isso, aquela velha máxima de “1kg por mês” nem sempre é real.

Outra coisa que deve ser considerada é a composição do ganho de peso da gestante. O aumento da balança não reflete apenas as reservas energéticas de gordura que a mulher faz para o período da amamentação. Mas reflete também o peso do bebê, da placenta, do liquido amniótico, do aumento do útero….

Média de peso de cada produto da concepção e aumento de tecido materno durante a gestação

Então está ok ganhar muito peso?

Não necessariamente. Hoje já se sabe que que o excesso de ganho de peso da gestante pode trazer complicações para mãe e bebê, como maior risco de diabetes gestacional, parto cesárea, parto pré-maturo, e maior dificuldade de perda de peso pós parto. Para o bebê, o excesso de ganho de peso da mãe durante a gestação pode também trazer maiores riscos de desenvolver diabetes tipo 2 ou excesso de peso ao longo da infância e adolescência. Então, para ter certeza que o ganho de peso da gestante está adequado, é muito importante entender como ele está acontecendo – se aumenta de forma gradativa, ou dá grandes saltos em alguns meses; se está acontecendo de forma saudável, ou à base de alimentação inadequada; se há muito inchaço corporal; e como estava a dieta da mãe antes de engravidar.

Perda ou pouco ganho de peso

A perda de peso ou ganho insuficiente de peso da gestante também pode trazer riscos ao bebê, como restrição de crescimento intra uterino e baixo peso ao nascer, disfunções metabólicas e até cognitivas, a curto, médio e longo prazo. Da mesma forma, quando o ganho de peso é insuficiente, é importante acompanhar e saber em detalhes como está a alimentação da mãe e o desenvolvimento do bebê e tomar as medidas necessárias para garantir a boa saúde (também a curto, médio e longo prazo) da mãe e do bebê.

Por todos estes motivos eu faço muita questão de acompanhar de perto minhas gestantes. No longo prazo, o ganho de peso da gestação pode trazer efeitos à programação metabólica com alterações permanentes no metabolismo do recém nascido. E a grande verdade é que não existe fórmula mágica. Cada gestante com cada bebê irá desenvolver seu próprio padrão de ganho de peso, com muito cuidado e individualização.

Deixe uma resposta