Cozinha prática

O que comprar na feira?

Algumas pessoas que me acompanham de perto sabem que há pouco mais de 1 ano me casei. E junto com todas as mudanças de vida que esta decisão traz, os ajustes à alimentação é um deles. Eu sempre comi bem, na casa da minha mãe sempre tivemos boa variedade de frutas e vegetais, e ter isso na rotina sempre foi algo natural para mim. Meu marido diz que melhorou bastante a variedade alimentar dele desde que começamos a namorar, e diz que tem muitas coisas que ele aprendeu a comer comigo, na casa da minha mãe. Pois então, quando começamos a morar juntos já sabíamos que nosso hábito alimentar provavelmente seria parecido com o que eu já trazia, pois a alimentação saudável e variada é algo muito importante pra mim, e ele foi aprendendo o valor disso na vida dele também.

Nos nossos primeiros meses morando juntos, a rotina alimentar foi um pouco estranha. Algumas refeições eram muito variadas, e outras mal conseguíamos combinar 2 alimentos juntos. Não tínhamos ainda criado uma rotina de compras do supermercado e do sacolão, então facilmente ficávamos perdidos e sem saber o que cozinhar. Não havia planejamento nenhum.

Até que em certo momento descobrimos, perto de casa, uma feira que acontece aos domingos. No primeiro dia que fomos, parecíamos duas crianças em loja de brinquedos. Nos empolgamos e compramos muitas coisas. Várias frutas diferentes, vários legumes, tivemos várias ideias de receitas para testar. A geladeira ficou linda, cheia e colorida. Mas no decorrer da semana, fomos percebendo que não tínhamos tempo para todas aquelas receitas que pensamos. Que não estava funcionando chegar em casa depois do trabalho e começar a receita do zero. E o que aconteceu foi que no final da semana, não usamos nem metade dos vegetais que compramos, e muitas coisas acabaram estragando e indo para o lixo.

Resolvemos então que faríamos uma lista de compras antes de ir pra feira, para ir de forma certeira, já sabendo o que iríamos cozinhar naquela semana.

o que comprar na feira

A lista de compras da feira

Tentamos fazer a lista de algumas formas, mas chegamos em um modelo final que tem funcionado muito bem. Eu até já compartilhei com alguns pacientes em consulta, e vejo que pode ser uma estrutura de lista de compras na feira padrão, adaptável ao hábito alimentar de cada família, e ao número de pessoas que moram na casa.

Nossa lista funciona assim: a cada domingo escolhemos um item de cada categoria, já pensando como ele será inserido no cardápio da semana. Eu sempre deixo as listas de compras guardadas para lembrar o que comprei nas semanas anteriores e poder variar as escolhas.

Folhas cruas: listo todas as folhas que comemos exclusivamente cruas. A cada semana, escolho 1 opção.

Folhas cruas/cozidas: listo aqui folhas que podemos comer cruas ou cozidas, para complementar a salada ao longo da semana, mas também para ter uma opção de verdura cozida. A cada semana, escolho 1 opção.

Tubérculos: listo todos os tubérculos, e a cada semana escolho 1 opção. Nesta lista, também pode entrar a espiga de milho, que apesar de não ser um tubérculo, é um carboidrato, e pode ser um bom substituto.

Legumes básicos: são aqueles que considero fáceis de usar, em qualquer preparação. A cada semana escolho 1 também, para poder ter opção para fazer algo rápido e fácil

Legumes: aqui coloco os legumes que preciso planejar mais o que vou cozinhar. Tambem escolho 1 a cada semana

Temperos: a cada semana compro um tipo de cebola, alho sempre, e pelo menos 1 ou 2 ervas frescas. Frequentemente não dou conta de usar o maço todo das ervas, então normalmente eu logo congelo. Mas também gosto assim, pois posso ir variando nos temperos.

Frutas: sempre compro 1 grande, que normalmente usamos para sobremesa; e 2 que dão para comer individualmente, que normalmente usamos para lanches intermediários.

Com a lista em mãos, já saio de casa com tudo em mente e fica mais difícil cair em tentação e comprar todas as coisas lindas que vejo na feira! Rsrs.

Espero que esta minha estratégia seja útil para mais gente. Mas me conta, como você se organiza para não deixar os vegetais estragarem na sua casa?