Gestantes

Vontade de doces na gravidez

Queixar-se de ter vontade de doces é algo comum nos consultórios de nutrição. Mas parece ser um pouco mais crítico quando se fala em gestantes com vontades de doces.

vontade de doces grávida

Por que mais crítico?

Primeiro porque é provável que esta mulher gestante esteja mais ansiosa do que o seu habitual, e por isso é provável que a vontade de doces a acompanhe por mais tempo – principalmente em tempos de isolamento social.

Pode também ser crítico porque esta mulher está fisiologicamente em uma fase de anabolismo (ganho de peso), e o excesso de consumo de doces pode ser um agravante neste sentido (sobre ganho de peso na gestação veja este post). Pode também ser delicado se por acaso esta gestante estiver com diabetes gestacional ou em risco de desenvolver.

E também porque estes doces podem impactar a programação metabólica do bebê e formação de paladar (que eu também já falei um pouco aqui e aqui e aqui).

Mas antes de qualquer coisa, vamos tentar entender a vontade de doces. Porque ela pode ser mais do que uma simples vontade:

  1. Pode ser um pedido fisiológico do corpo – é importante ter certeza que a alimentação da gestante está fornecendo todos os nutrientes necessários para a fase gestacional, e que a vontade de doces não é um pedido fisiológico do corpo por mais nutrientes. Ou água. A desidratação pode dar sinais que podem ser confundidos ou mascarada por outras vontades.
  2. Pode ser fome – além de pedir por mais nutrientes, pode ser que o organismo esteja pedindo por mais proteínas ou calorias mesmo, mais energia. A gestação é uma fase de muito gasto energético e alta demanda proteica, e se a gestante estiver por exemplo fazendo poucas refeições por dia, pode ser que o corpo peça por mais para se garantir. Nestes casos, verificar se a mulher está consumindo lanches intermediários que a saciem, por exemplo, com a presença de proteínas. Por tanto, incluir iogurte, castanha, queijo, ovos, patê de atum ou frango, ou homus ou coalhada seca, podem ajudar bastante a nutrir melhor o organismo.
  3. Pode ser por ansiedade ou um confort food – tentar identificar o quanto a vontade de doces tem a ver com ansiedade é importante. Como já mencionei, a ansiedade durante a gestação é comum, e certamente vai acompanhar a mulher pela grande parte dos meses. Além disso, a gestação é também um período de transformações: de corpo, de rotina, de vida. É natural que a mulher passe a buscar conforto nos alimentos, e é comum que sejam doces.

Isso significa que a gestante nunca pode comer doces?

gravida vontade de doces

Não necessariamente. Se estamos falando de uma gestante com diabetes ou ganho de peso excessivo, recomendo fortemente que ela consulte o profissional de saúde que a acompanha (médico e/ou nutri) para entender melhor o seu caso. Nos demais cenários, a moderação e escolha com critério (como em tudo na vida) devem guiá-la para as melhores escolhas. Em todos os casos, sempre considero muito valioso conseguir equilibrar todos os fatores para conseguir curtir a gestação sem neuras e fardos pesados demais.